Quem somos

Pulgas

Pulgas

Possivelmente são os seres mais antigos da história da humanidade, já que existem relatos de cerca de 60 milhões de anos de sua existência, insetos que parasitavam até mesmo os mamíferos pré-históricos. As Xenopsylla cheopis (pulga do rato) foram responsáveis em quase dizimar a população humana em épocas remotas, já que foram responsáveis pela transmissão da peste negra.

As pulgas parasitam mamíferos de todos os tipos e tamanhos e podem ainda associarem-se às aves, infestando seus ninhos e suas proles. São causadoras de severas infecções na pele, sendo o número de indivíduos o fator preponderante para a gravidade da situação. Parasitam preferencialmente cachorros, gatos e roedores. Em situações extremas podem infestar edificações humanas, já que os ambientes oferecem condições propícias para sua sobrevivência.

A forma reprodutiva das pulgas explica seu notável sucesso ao longo das gerações, pois cada indivíduo atravessa metamorfose completa (ovo, larva, pupa e adulto) tendo como resultado uma vida longa. A pupa da pulga pode viver até 02 anos num rodapé de uma casa abandonada, se alimentando de partículas em suspensão, e ao menor sinal de um possível hospedeiro (cão, gato ou homem), esta pupa eclode do ovo podendo atingir o seu alvo a 1m e meio de distância.