Quem somos

Ratos, camundongos e ratazanas

Rato

Considerados um dos insetos mais bem sucedidos da história da humanidade (aproximadamente 20.000 espécies em todo mundo; 10.000 espécies notadas no Brasil e apenas algumas dezenas consideradas pragas urbanas). Insetos sociais importantíssimos na estabilização de vários ecossistemas terrestres, as formigas também participam ativamente da aeragem do solo, regulação e ciclagem de nutrientes. São ainda grandes agentes polinizadores e dispersores de sementes de muitas plantas, sendo fundamentais por exemplo, no repovoamento vegetal. Atuam ainda como herbívoras, carnívoras e onívoras, participando ativamente da cadeia alimentar, pois várias espécies são predadoras de importantes pragas agrícolas. A presença de formigas em residências e ambientes privados, apesar de causar bastante incômodo, não é considerada, um perigo à saúde, a menos que os moradores e/ou habitantes apresentem alergias à sua saliva ou ao veneno daquelas que apresentam ferrão (no Brasil este tipo de ocorrência não é observada).

No entanto, equipamentos eletro-eletrônicos e restos de alimentos atraem significativamente as formigas para as edificações humanas, e desta forma, os aparelhos podem ficar comprometidos. Uma situação discutida em todo o mundo é o quanto as formigas são responsáveis pela transmissão de doenças quando são notadas em grande quantidade em ambientes ambulatoriais e hospitalares. Assim como os cupins, as formigas endêmicas (= originárias) precisam ser preservadas, já que possuem características próprias fundamentais e já descritas para manutenção do meio ambiente. Já as formigas exóticas (de fora, de outro local que não o seu de origem) precisam ser controladas e estas são as responsáveis, por exemplo, por danos em aparelhos eletrônicos, prejuízo no armazenamento de alimento em galpões agrícolas, além do desconforto nas edificações humanas. Ecologicamente, as formigas exóticas podem causar efeitos danosos a muitas espécies silvestres, infuenciando na biodiversidade, fato este observado em alguns países dsenvolvidos da Europa e nos E.U.A.

Um exemplo de formiga exótica muito comum nos lares brasileiros é a Tapinoma melenocephalum (formiga doceira) aquela notada comumente na mesa do café da manhã e seu controle faz-se necessário à medida que sua população cresce de tamanho.