Quem somos

Capivaras

Capivara

Maiores roedores herbívoros do mundo, as Hidrochoerus hidrochoeris (capivaras) são um exemplo de animal útil ao homem quando criados em fazendas, tanto a sua carne (que é mais saborosa e picante que a do porco) quanto a sua pele (couro muito apreciado para produção e acabamento de ferramentas) podem ser aproveitados.

Já no ambiente silvestre, a capivara deve ser preservada, pois faz parte da cadeia alimentar, sendo uma das presas prediletas da Panthera onca (onça pintada).

Quando estes animais adentram ambientes urbanos, e especificamente os lagos e rios poluídos das cidades, as capivaras acabam se tornando um caso de saúde pública, pois os carrapatos estrela (quando contaminados pela bactéria Rickettsia rickettsii, transmissora da febre maculosa) infestam além dos cavalos, preferencialmente as capivaras. Quando infectada pela picada do carrapato, a pessoa doente precisa urgentemente de auxílio médico, já que a febre maculosa pode levar o indivíduo à morte. Os sintomas da doença são febre alta, dores no corpo e mal estar. Aconselhamos atenção às pessoas quando estas se dirigirem a praças e parques onde possa haver qualquer possibilidade de trânsito de capivaras nestes.

Estes animais são protegidos pela Lei nº 9.605 de 12 de fevereiro de 1.998 - Lei de Crimes Ambientais CAPÍTULO V - DOS CRIMES CONTRA O MEIO AMBIENTE art. 32 conforme segue:

Art. 32 - Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos:Pena - detenção, de três meses a um ano, e multa.